Categorias
História

Minha história

Cassinha Carvalho, nasceu em Caratinga (MG) em 31 de Maio de 1960. Filha de Weber e Nélia, tem três irmãos: Robson, Anderson e Mônika.
Com o falecimento de seu pai e sua irmã, quando Cassinha estava com 13 anos, sua família enfrentou grandes problemas financeiros. Por conta disso, ela começou a trabalhar dando aulas de reforço para crianças, como babá e entregadora.
Iniciou o magistério aos 16 anos. Em abril de 1982, quando estava com 21 anos mudou-se para Ipatinga onde trabalhou no Banco Crédito Real, foi esse banco que abriu as portas para ela em Ipatinga (MG), até 1987.

Em 1985, casou-se com o engenheiro metalúrgico, José de Sousa Carvalho, seu grande amor. Em 1986, começou a dar aulas na Escola Infantil Arca de Noé. Em 1988 nasceu seu primeiro filho, Marcos. E ela começou a trabalhar no Colégio São Francisco Xavier, lá ficou por 12 anos. Saiu do CSFX e foi para o Fórum. Em 2002, já formada em Direito, foi trabalhar no Escritório Jayme Rezende, desde então é onde trabalha, há 15 anos. Também deu aulas na Faculdade Pitágoras. Fez mestrado e é doutoranda em Direito Público pela Universidad del Museo Social Argentino (UMSA).

Cassinha é especialista em Educação Básica, fez licenciatura Plena em Educação Física, graduação em Direito, Mestrado e Doutoranda em Direito Público. E está iniciando uma pós graduação em Gestão Pública.
É também presidente da Associação dos Apoiadores da Biblioteca Pública (Assabi) e apoiadora da Associação dos Bairros Cariru e Castelo.
Além disso, Cassinha mantém um grupo de estudo de ressocialização de menores infratores e egressos do sistema penitenciário e de jovens que faz em parceria com senhoras da Igreja Batista. E mantém um grupo de estudo de política com seus ex alunos.

Cassinha veio se encontrar longe do seu lugar porque era caçadora de si.
Saiu de Caratinga (MG) e veio se encontrar em Ipatinga (MG), seu pai era representante comercial, sua mãe dedicava-se aos cuidados com a família e desde muito cedo aprendeu o valor do trabalho e da cooperação mútua, porque ela e seus três irmãos tinham tarefas diárias nos cuidados com a casa. De acordo com Cassinha, isso foi muito bom.

A sua família foi devastada pela trágico acidente que vitimou seu pai e de sua irmã, em 1974. Ela, então, com 13 anos, paralelamente aos seus estudos, começou eventuais trabalhos, pois, trazia consigo a necessidade de prover renda e colaborar com o parco orçamento doméstico. A família teve que se mudar do centro da cidade para o bairro Santa Zita.

Nesses trabalhos eventuais, Cassinha fazia acompanhamento de deveres de casa e estudava com os alunos que necessitavam de reforço. A sua mãe sempre cuidou de doentes, necessitados e,paralelamente, trabalhava na Escola Polivalente. Aplicava injeções, cuidava das feridas, doentes, pois, sua mãe tinha o dom de cuidar, de socorrer! Essas atividades, cuidar de crianças aos finais de semana, dar aulas particulares e de reforço, foram os primeiros de uma vida de trabalho que perdura há mais de 40 anos.

Em Caratinga, trabalhou no comércio, cartório e em uma concessionária de veículos, enquanto a noite concluía seus estudos básicos. Fez magistério com ênfase em alfabetização. Aos 16, fazia estágios pedagógicos durante o dia, estudava durante a noite na formação de professora. Foi quando se encantou, definitivamente, pelo magistério e pela educação. Aprendeu e constatou que esse é o único caminho para a juventude. Cassinha acredita que não há como criar um ser crítico e pensante sem ser pelos caminhos da educação.

Sua vinda para Ipatinga foi motivada por um emprego no Banco Crédito Real, em 1982. Nessa época tentou seguir outra trajetória, além da educação. Mas o magistério foi uma chama que nunca pôde ser apagada, então, ela voltou a sala de aula e afirma não pretender sair enquanto estiver no plano dessa existência!

Segundo Cassinha, seu casamento há 32 é seu norte e sua família seu porto seguro! Vive uma relação muito afetiva e amorosa com seu marido. Seu filho mais velho, Marcos, é economista, trilingue e inicia uma carreira de empreendedor. João Otávio, seu outro filho, jovem vocacionado em socorrer e cuidar das pessoas, estuda Medicina em Juiz de Fora. E Bianca dedica-se ao trabalho e aos estudos e tem vencido os obstáculos de uma alfabetização deficiente. Hoje prepara-se para a faculdade de Enfermagem.

Como educadora e mãe, acredita que todos os três filhos são jovens de caráter irretocável, compromissados com o trabalho honesto, dedicam-se ao aprimoramento pessoal e profissional. Cassinha afirma ainda ter muito orgulho em fazer parte do crescimento desses filhos guerreiros, atenciosos e amorosos.

Cassinha afirma ter assumido Ipatinga como sua cidade, sua casa, seu lugar. Quando a perguntam se pretende  aposentar-se e mudar-se daqui,  pensa: “Aposentar-me?” “Ir embora de Ipatinga?”. “Nunca!” “Jamais!”. Acredita que há uma longa história de sua vida a ser escrita, nos mesmos  moldes que sempre trilhou. Acredita no trabalho como forma de crescimento e evolução, e que a prosperidade advinda do trabalho vai muito além do sucesso econômico. Pois, Cassinha vê o trabalho como uma das maiores bênçãos que o Criador nos deixou. Lição aprendida desde o inicio de sua adolescência. Cassinha uma história de trabalho que dura há mais de 40 anos.

Outra fé que Cassinha carrega são os estudos. A advogada afirma nunca ter visto alguém reclamar de ter estudado, só o contrário. Nesse compasso, Cassinha intercala sua jornada diária de trabalho com estudos jurídicos, idiomas, filosofia, psicologia e leituras diárias. Cassinha se vê como “uma pessoa viciada em livros”, não vivo sem eles! Afirma não conseguir pegar no sono sem ler…

De acordo com Cassinha, os trabalhos comunitários são legados que recebeu de sua mãe, uma mulher excepcional que lhe legou a sublime benção do bom humor. Atesta que “deve à sua mãe a alegria de ter herdado a alegria de viver”! Também aprendeu com ela que a família é um conceito muito mais amplo do que a célula: pais e filhos. Sua mãe sempre cuidou e socorreu todos que a cercavam. Essa energia, disposição e alto astral Cassinha diz ser sua maior herança.

Todas as manhãs a primeira coisa que Cassinha faz é abrir a janela de seu quarto, olhar para o céu e dar graças ao Pai por tantas Bençãos recebidas; por sua família, saúde, disposição para o trabalho, e, por ter o coração repleto de amor. Diz, também que levanta da cama todos os dias para VENCER!!!  O que para ela é sinônimo de: trabalhar, estudar, aprender, ajudar, ouvir, crescer, socorrer, compartilhar…

A política sempre fez parte de sua vida, sua mãe e tias, sempre estiveram lutando pelas pessoas, sempre envolvidas com as causas humanitárias, no socorro aos doentes e necessitados, adolescentes em situação de risco, com a educação…

Cassinha acredita que todo o caos que a sociedade está mergulhada teve impulso na alienação e afastamento dos cidadãos de bem dos cargos políticos. Ela acredita que cabe a nós a missão de reconstruir, restituir e reerguer o nosso país.

Acredita também que ninguém pode ficar alheio a essa movimento de reconstrução e que não devemos pensar nas agruras e dificuldades, mediante esse cenário político tão conturbado, senão, não daremos o primeiro passo…

Cassinha não duvida de ninguém está acima da lei e que mesmo com tanta descrença e desânimo, alcançaremos esse estágio de vida, um dia! Enquanto isso, preocupa-se com as crianças e os jovens pois são eles que nos conduzirão no porvir.

A advogada acredita que a formação dos novos líderes, a preparação dos jovens para formarem uma sociedade mais respeitosa, justa e educada,, seja o norte que a encaminhou definitivamente para a política.

E  que o combate às mazelas de nosso tempo: a corrupção e a impunidade, são metas que impõe nossa ação e reação imediatas, com a ajuda e envolvimento de toda a sociedade.

Cassinha crê que seu exemplo seja positivo para a juventude: uma vida de trabalho, estudos, comprometimento com a sociedade e dedicação às causas sociais, podem atrair os jovens que no amanhã governaram esse país, conduzindo-o de maneira a promover o bem comum, a justiça e a paz social.

Eu sou Cassinha Carvalho e quero merecer o seu voto e a sua confiança, e isso me basta!!!